Tintas Killing dá o tom na Usina do Gasômetro

O importante patrimônio histórico da capital gaúcha está passando por reforma que visa preservação e valorização



(Foto: divulgação Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e de Turismo)


A Tintas Killing foi escolhida para dar cor ao Centro Cultural da Usina do Gasômetro, patrimônio histórico e cultural, localizado em Porto Alegre, referência para os gaúchos e ponto turístico do Estado. O local, que em seu princípio abrigava uma usina termoelétrica, está passando por uma reforma que busca valorizar e preservar a edificação, mantendo e destacando as características originais, com a promoção de melhorias que adequem o espaço às necessidades atuais de um centro de cultura.

Compondo a obra de requalificação, estão previstas intervenções de recuperação das estruturas, relocação de acessos, recepção e portaria, setorização das atividades e circulações, qualificação dos espaços para atividades culturais e exposições, abertura dos terraços no quarto pavimento e promoção de acessibilidade universal a todos os ambientes. O projeto da reforma também traz novidades ao local, como a oferta de espaços gastronômicos, a climatização dos ambientes, novos sanitários e novos elevadores.

Para dar vida aos espaços serão utilizadas as tintas da Linha Kisacril Fosco Premium, da Tintas Killing, tradicional fabricante de tintas gaúcha que espalha suas cores pelo estado há 57 anos. “Foram mantidas as cores da pintura realizada anteriormente, estabelecidas a partir de estudo cromático, que levou em consideração a paisagem local, levantamento ambiental, histórico, patrimonial e cultural do prédio, conduzido pela arquiteta russa Natalia Naoumova, especialista em estudos cromáticos de edificações históricas e culturais tombadas”, explica a Camila Warpechowski, arquiteta da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre.

Guilherme Medaglia, gerente de marketing da Killing, ressaltou a importância da Usina do Gasômetro para a comunidade gaúcha e destacou que a Tintas Killing se sente honrada em participar da requalificação do local. “O Gasômetro é um patrimônio de todos os gaúchos que merece muita atenção. Nós, da Tintas Killing, estamos muito felizes em participar deste projeto de recuperação do espaço, colorindo e garantindo a preservação da estrutura, para que o Gasômetro esteja ainda mais preparado para receber nossa comunidade e também os turistas”, coloca Medaglia.

Os profissionais que assinam o projeto são da 3C Arquitetura e Kiefer Arquitetos clique para conferir mais detalhes. A obra já foi iniciada.

Sobre a Killing

Inaugurada em 1962, a Killing atua no mercado de Adesivos e Tintas Industriais e Imobiliárias com foco na qualidade e no atendimento das necessidades dos clientes. Opera como líder na América Latina em adesivos para calçados e está entre os dez maiores fabricantes de tintas do Brasil, contando com um portfólio de aproximadamente 2.500 itens entre tintas, vernizes, massas, texturas, adesivos, solventes, aditivos e produtos complementares. Possui quatro plantas fabris, em Novo Hamburgo/RS, Simões Filhos/BA, Buenos Aires, na Argentina e Léon, no México.


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags